sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

PRODUTO FINAL DO PROJETO CONECTA NOTURNO










CONECTA FINAL

O PROJETO CONECTA 2011 DO PERÍODO NOTURNO CHEGOU AO FINAL!


Alunos em processo de desenvolvimento dos trabalhos


Interação entre as turmas
Entrega dos Impressos na escola
Prof. Felipe garantiu o seu!

Alegria no momento de entrega dos impressos



PARABÉNS A TODOS OS PARTICIPANTES QUE SUARAM A CAMISA PARA PRODUZIREM SUAS REDAÇÕES E SUPERARAM SUAS DIFICULDADES DIANTE DOS DESAFIOS!




Equipe Conecta Escola 2011





CONECTA CULTURA

Disciplina: Artes – Profª. Héricka
Aluno (a): Bruna e Franciele

Celeiro Musical de MS


A musica de Mato Grosso do Sul sempre produziu bons frutos. Temos em nossas historia nomes consagrados, como Delio e Delinha, Zacaria Mourão, Dino Rocha, Tonico e Tinoco, Família Espindola, entre outros nomes que sempre buscaram levar nossa música para fora do estado. Essa batalha rendeu bons frutos, hoje nosso estado ocupa um lugar de destaque no cenário nacional.
No entanto, não foi tão fácil este caminho, os artistas tiveram que arcar com recursos próprios por falta de apoio e patrocínio. Um exemplo de determinação foi Zacarias Mourão, que passou por muitas dificuldades, enfrentou altos e baixo na carreira e, por fim, foi quem trouxe a primeira gravadora para o estado de Mato Grosso do Sul, assim pode divulgar a nossa musica para outros estados.
Hoje em nosso estado temos vários cantores reconhecidos, como por exemplo Luan Santana, Michel telo, João Bosco e Vinícius, Munhoz e Mariano, Maria Cecília e Rodolfo, Patrícia e Adriana, Bruninho e Davi, entre outros, que hoje estão divulgando o sertanejo universitário e perpetuando o ritmo do nosso estado.
A luta dos que iniciaram a musica em Mato Grosso do Sul valeu a pena, pois hoje esta bem mais fácil para os que estão começando e tentando ganhar o reconhecimento do publico.  Por isso o nosso estado é considerado um Celeiro Musical.

Imagem: http://fernandafelicioni.blogspot.com/

Feira Ciências - Química - Profª Fátima

Os alunos, estão de parabéns, pelo desempenho na feira de Ciências. Várias experiências químicas (Responsável ProfªFátima), geradores de energia (Responsável Profª Karina). Com certeza, quem visitou a feira de ciências, saiu com um conhecimento mais o da química e da fisica.





quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Dança de Rua - Matutino

Parabéns aos alunos, que fizeram do Sarau um momento cultural, de grande sucesso.

Parabéns aos nossos Campeões de Muay Thai -

Alandson Gavão - Lutador de Muay Thai, Campeão Estadual 2011 -Aqui em Campo Grande vice-campeão Brasileiro 2011.
Erickes Vinicius Campeão Estadual, 2 vezes seguido.
Parabéns, que voces continuem no caminho do sucesso, pode contar com nossa torcida, muito treino e boa sorte nas lutas que virão.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Disciplina: Geografia – Profª. Ilma
Alunas: Bruna e Franciele

A REGIÃO DO IMBIRUSSÚ


O Imbirussú é uma região urbana localizada à Noroeste de Campo Grande, MS. Recebeu este nome devido ao córrego que corta os Bairros locais, como Panamá, Popular, Nova Campo Grande, Núcleo Industrial e parte dos bairros José Abrão, Nasser, Santo Amaro, Santo Antônio, Sobrinho, entre outros. Hoje em dia, esta é uma das regiões que mais cresce e se desenvolve na cidade, sendo beneficiada com melhorias diversas.
Hoje em dia a população moradora da Região do Imbirussú, em Campo Grande, MS, vive mais tranqüila, sem a ameaça de transbordamento do Córrego, em dias de chuva, que ocasionava em perdas diversas e perigo de contaminação.
Para solucionar estes problemas, em 2005 foram iniciadas obras de contenção das enchentes, em um projeto denominado Imbirussú Serradinho. Houve também mudanças nas vias de trânsito
A obra está avaliada em R$ 50 milhões, trazendo benefícios para os moradores e para a cidade de uma forma geral.
Disciplina: Matemática – Prof. Hailton
Alunos: Natalino e Denivaldo
4ª Fase “B”/EJA – Noturno

Gráfico mostra o crescimento do desmatamento no Brasil

Entre os anos de 2008 a 2011 o desmatamento avançou cada vez mais, por proprietários terem mais facilidade ao licenciamento concedido pelo IBAMA, por isso estão cada vez mas avançando o desmatamento no território brasileiro no período deses 4  anos de 2004 a 2007. Com todo esse desmatamento, a floresta amazônica sofre e nós brasileiros sentimos a consequência desse impacto ambiental. Temos que dar um basta antes que seja tarde demais.
Fonte de dados: ibama.gov.br
Disciplina: L. Inglesa – Profª. Ione
Alunos: Edinei e Jociane

O Brasil com uma nova língua


Nosso mundo tem mudado em tantas coisas que até a nossa Língua mudou. Hoje em dia é comum irmos ao mercado e observarmos muitas palavras em inglês. Isso também acontece nas lojas, lanchonetes, salões de beleza, ruas, escolas, etc.
Fica muito difícil para entendermos essa linguagem, embora já seja comum em nossa vida. De qualquer forma, é bom para a aprendizagem do nosso dia a dia, é cultura e saber.
Palavras como shopping, mouse, fast food, cyber, pet shop e outras, que já estão muito conhecidas, até nos parecem comuns, foi uma moda que pegou no Brasil.  

Fontes de Energia - Feira Cultural


Apresentação do aluno Manaen Rautenberg, demontrando a energia nuclear.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Disciplina: Geografia – Profª. Ilma
Alunas : Edinei e Jociane


A REGIÃO DO IMBIRUSSÚ


O Imbirussú localiza-se na região noroeste na Região Noroeste da zona urbana de Campo Grande, MS, e é composta pelos córregos Zé Pereira, Serradinho e Imbirussú, que abrange os bairros Panamá, Popular, Nova Campo Grande, Núcleo Industrial e parte dos bairros José Abrão, Nasser, Santo Amaro, Santo Antônio, Sobrinho, Taveirópolis, São Conrado e Caiobá.
Estão sendo feitas novas obras na Região, como tratamento para os córregos, revitalização das margens e matas ciliares, contenção de enchentes, drenagem para o solo e implantação de redes de esgoto para evitar a poluição das águas.
Os moradores da região estão muito contentes com as obras que estão acontecendo, pois também foram construídas escolas, creches, praças, unidades básicas de saúde, novas vias de tráfego, pavimentação asfáltica, investimento em cultura e lazer com o horto florestal e o viveiro de plantas, além de outras obras que trarão mais qualidade de vida para a população de hoje e as gerações futuras.
Disciplina: Lingua Portuguesa – Profª. Luzia
Aluna: Iracema Cristina da Silva


ENTREVISTA: PROFESSOR DE MATEMÁTICA, HAILTON.



Como você escolheu sua profissão?
“Por um acaso. Por trabalhar numa escola como Auxiliar de Serviços Diversos, faltou um professor e a diretora pediu que eu cuidasse da sala no final do ano. Então solicitei exoneração do cargo e passarei para a sala de aula, daí pra frente estudei mais.”

Você sempre quis ser professor?
“A vida não é como a pessoa quer, e sim como ela determina.”

Você teve alguma dificuldade para se formar?
“Sim, muitas, principalmente financeiramente. Trabalhei com reciclagem para pagar a faculdade e o curso.”

Como é trabalhar com a educação de adultos?
“Trabalhar na educação de jovens e adultos  exige mais conhecimento técnico e científico, pois os alunos já têm conhecimentos anteriores de coisas do seu dia-a-dia.”

Qual é a mensagem que você deixa para os novos professores?
“Para os novos professores se aperfeiçoarem, lerem muito e se dedicarem totalmente àqueles que se sentam na sua frente, para que realmente aprendam alguma coisa.”
Disciplina: História – Profª. Juliana
Alunos (as): Gustavo e Rosinéia


A REVITALIZAÇÃO DA JÚLIO DE CASTILHOS




Na revitalização da Av. Júlio de Castilhos, o estudo realizado mostra que os imóveis serão valorizados em pelo menos 35% de seu valor.
 A via de revitalização terá três componentes: a estruturação urbana, a reestruturação paisagística e as melhores condições de tráfego. Conforme afirma o prefeito, os trechos em obras contarão com a presença de agentes do trânsito para evitar desconforto e transtornos nos locais interditados.
Conforme a pesquisa de opiniões das pessoas, a expectativa de melhora é grande para todos, com a diminuição de vários problemas recorrentes na via.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Conecta Informa

Disciplina: Matemática – Prof. Hailton
Alunos: Edinei e Jociane


Desmatamento em Mato Grosso do Sul


O cerrado de Mato Grosso Do Sul teve uma área desmatado de 310 quilômetros quadrados entre 2009 e 2010. Segundo levantamento do ministério do meio ambiente, o índice de desmatamento está abaixo da média nacional que foi de 0,32% no mesmo período. Mato Grosso do sul aparece em oitavo no ranking do desmatamento do cerrado. Embora Campo Grande - MS lidere os municípios com mais infratores ambientais, Corumbá é o município que mais desperta a atenção do Ibama.
A utilização de  áreas pastagem no domínio do cerrado ,com derrubadas de árvores ou capões que fornecem abrigos, ninhos e alimentação para a fauna pantaneira, é um costume que causa grande impacto ambiental. Em algumas fazendas, a opção tem sido substituir a pastagens nativa por pastagem exótica, mas assim mesmo altera condição naturais do meio ambiente.
A verdade é que o homem não tem pensado muito na preservação, principalmente quando se trata de lucro ou investimento financeiro. Então vamos repensar nossas atitudes e preservar o nosso meio ambiente para o futuro. Diga não ao desmatamento.

O gráfico a seguir mostra o crescimento do desmatamento no Brasil em dez anos.


CONECTA - ENTREVISTA

 Entrevista com presidente do Bairro Jardim Sayonara , Jardim Pantanal e Região do Córrego Imbirussú.

Nome completo: Valdelice Pereira da Silva

1-A quanto tempo você é presidente do bairro?
“Aproximadamente a 18 anos”.

2-Você conheceu o primeiro morador do bairro?
“Sim, Sra. Maria Bueno.”

3-Como era o bairro no seu inicio?
“Era uma área de proprietários que não fazia investimentos e melhorias, foi invadida pela comunidade e se transformou no Bairro Jd. Sayonara.”

4-Houve muita mudança no bairro desde sua fundação até os dias de hoje?
“Sim, várias. Asfalto, esgoto, iluminação pública, Ceinf’s e Centros Comunitários para atender a comunidade.”

5-Qual é a sua contribuição diante das mudanças que estão acontecendo com a aplicação do projeto?
“Enviando ofícios aos órgãos públicos, participando de palestras e conselhos regionais, sempre presente quando solicitada.”
6-você acredita que a revitalização pode trazer desenvolvimento para o bairro?
“Com certeza, vai facilitar o transporte coletivo e dar prioridade ao crescimento do bairro, entre outras melhorias.”

7- Quais são os benefícios que a revitalização trara para a população do bairro?
“Principalmente acesso rápido de ambulâncias, viaturas do corpo de bombeiros e segurança pública.”

8- Quais são os benefícios que a revitalização trara para para os comerciantes?
“Tranquilidade, principalmente.”

9-você acredita que haverá valorização dos imóveis, após a revitalização?
“Sim, já está acontecendo. Houve também um aumento na procura de casas, inclusive antigos moradores que querem retornar.”

10-Quais são suas expectativa diante do projeto de revitalização para o bairro?
“Acredito que irá melhorar muito a questão do vandalismo, a presença de policiamento deve inibir diminuição de gangues e usuários de drogas.”


Disciplina: L. Portuguesa – Profª. Luzia
Alunos: Denivaldo e Natalino


CONECTA

Disciplina: Ciências - Profª. Joelma
Aluna: Iracema - 4ª fase "B"

O LIXO EM CAMPO GRANDE: A POLUIÇÃO DOS CÓRREGOS


Um dos problemas que vem preocupando a população de Campo Grande é a poluição do córrego Anhanduizinho, um dos principais da cidade, que vem sofrendo com lançamento de resíduos de fábricas lava-jatos.
Os moradores próximos da região desse rio reclamam sobre o mau cheiro que vem de lá, comprometendo a saúde das crianças e demais moradors.
Os moradores da região também têm sua parcela de culpa, pois contribuem para a poluição dos rios jogando lixo doméstico e entulhos, que deveriam ser remanejados para locais apropriados.
Uma solução para este problema seria a implantação de um programa de educação ambiental, para conscientizar a população sobre o assunto, explicando sobre a importância de se preservar os córregos que são tão necessários às nossas vidas.
Enquanto isso não acontece, o córrego Anhanduizinho segue poluído e correndo risco de assoreamento. 


http://www.redeaguape.org.br

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

CONECTA

Disciplina: Ciências
Alunos: Roseli e Leônia

ARTESANATO COM MATERIAL REAPROVEITADO


            As festas de fim de ano estão chegando e com elas há um aumento na produção do lixo. Uma alternativa para evitar que se desperdicem materiais é o reaproveitamento e a confecção de arranjos a partir de garrafas PET, Latas, etc.
            Reciclar é preservar a natureza e também uma forma de aproveitar os materiais recicláveis, transformando-os em novos objetos, além de gerar trabalho e renda para diversas famílias.
            Muitas pessoas não conhecem a diferença entre Reciclar e Reutilizar. Reciclar transformar um objeto em matéria prima novamente, podendo ser utilizado de várias outras formas, enquanto Reutilizar é dar uma nova função a um objeto.
            Então, quando falamos da produção de artesanato a partir de materiais que seriam descartados, estamos nos referindo à Reutilização.
            De qualquer forma, Reciclar ou Reutilizar são palavras que nós precisamos utilizar mais, para preservamos a natureza ao máximo e garantirmos um mundo mais saudável, principalmente se estas idéias estiverem aliadas à iniciativas empreendedoras e capazes de gerar lucro.

CONECTA

Disciplina: Ciências
Alunos: Valdiléia e Luciene

O LIXO E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL


A educação ambiental é um ramo da educação cujo objetivo é a disseminação do conhecimento sobre o meio ambiente, a fim de ajudar a sua preservação.
É pela ação educativa permanente que a comunidade educativa têm tomado consciência de sua realidade global.
A educação ambiental depende muito da bagagem cultural da educação de cada um de nós. As pessoas jogam lixo em qualquer lugar, sem se preocupar com as conseqüências e, assim prejudicam o meio ambiente de uma forma que nem imaginam.
Hoje em dia, as mídias têm desenvolvido um papel importante na conscientização a respeito do lixo. As pessoas precisam estar informadas e conscientes a respeito dos problemas que o lixo pode causar ao serem jogados em qualquer lugar.
Conscientização e respeito já.

CONECTA - ENTREVISTA


Professora Rosa Maria Magalhães, “Rosinha”, fala sobre o Preconceito e Bullying.

1.      Como você define preconceito?
"Preconceito é você não aceitar as diferença sociais: raça,credo e hoje em dia Homo afetividade".
2.      Como você diferencia preconceito de bullying?
"Se pensarmos bem preconceito e bullying são a mesma coisa só que o preconceito é mais velado e bullying e mais agressivo".
3.      Você já foi vitima de bullying ou preconceito?
"Sim. Passei pelo desprazer de sentir na pele uma agressão moral".
4.      Que dica que você dá para aqueles que já sofreram algum tipo de preconceito?
"Procurar uma autoridade competente que venha tomar as providencias devidas e necessárias".

Disciplina: Língua Portuguesa
Alunos: Rosinéia e Gustavo

terça-feira, 22 de novembro de 2011

CONECTA - ENTREVISTA

1.      O que te incentivou a trabalhar na educação?

“Na época da minha formação, havia uma grande necessidade de professores. Era uma carreira em expansão.”

2.      Qual é a sua formação?
      “Sou formada em Geografia e tenho Pós-graduação em coordenação, orientação e supervisão escolar.”

3.      Quais as dificuldades encontradas nesse processo de qualificação profissional?
“As maiores dificuldades foram pelo pouco tempo disponível.”

4.      Você está feliz por ser eleita para mais um mandato como Diretora?
“Sim, muito. Pois foi muito gratificante receber o apoio da grande maioria da comunidade escolar.”

5.      Qual será sua colaboração para o ensino melhorar em nossa escola?
“Trabalhar com projetos inovadores para melhorar a qualidade de ensino.”

6.      Você acha que há diferença entre o ensino público e o privado?
“Sim, porque a escola privada conta com mais participação dos pais e mais qualificação dos professores.”

7.      Qual o estímulo que você sugere para que os alunos se tornem futuros professores?
“Busco incentivar os alunos a gostar dessa profissão, pois sem professores não há educação.”


8.      Quais são suas perspectivas para a educação?
“Que o governo disponibilize mais verbas para a educação para que as escolas possam inovar com o uso das tecnologias.”

9.      A educação e as tecnologias da informação podem melhorar a qualidade de ensino?
“Sim, com certeza. É através do uso das tecnologias que iremos melhorar a qualidade do ensino em nosso país. Há um leque muito maior de possibilidades quando observamos os dias atuais em relação ao passado.”

10.  Quais os atrativos que a escola fornece para os alunos além da quadra de esportes, ambiente amigável entre educadores e educandos, segurança?
“Procuramos sempre estar desenvolvendo projeto educativos, como o Sarau, Show de Talentos, Teatros, Danças, Feira Cultural, Festas envolvendo a comunidade.”


Alunas: Leônia e Roseli - 4ª Fase B - Noturno

Conecta

FAMÍLIAS VIVEM NO LIXÃO, EM CAMPO GRANDE/MS.




Sem nenhuma estrutura como água, luz ou esgoto, famílias inteiras vivem em barracos de lona em meio ao lixo, de onde tiram seu sustento.
Embora honesto, o trabalho não oferece nenhuma segurança ao trabalhador, que vive exposto ao mau cheiro, fumaça, risco de contrair doenças diversas e até perigo de morte.
Apesar de todos esses problemas, os moradores mostram-se preocupados com o fim do Lixão e a remoção dos catadores, que ficariam desempregados. Esta população está acostumada a viver rodeada de promessas de melhorias que nunca se concretizam, por parte de políticos e autoridades. 
Até quando esta situação continuará?


Alunas: Bruna e Franciele
Profª.: Joelma - Ciências

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Professores e seus Projetos - Mat

No decorrer do ano vários projetos foram desenvolvidos na STE, como instrutora pude observar o mais variados projetos que os professores desenvolveram com os alunos.
Projeto de Química - Profª Fátima " Misturas Quimicas"
 Elementos
 Um elemento é definido como uma substância pura feita de apenas um tipo de átomo e que não pode ser subdividida em substâncias mais simples através de nenhum meio físico ou químico.
Um elemento pode ser representado através de um símbolo.


Projeto de Física - ProfªKarina "Energia"
Da interação gravitacional entre a Terra e um corpo surge a energia potencial gravitacional. Uma energia potencial ou energia armazenada por um corpo é caracterizada pela capacidade deste corpo de realizar trabalho

Projeto de L.Portuguesa - Ana Paula -  Teatro.
Despertar e educar a observação e a atenção;

 Exercitar a memória e a inteligência;
Organizar idéias e pensamentos;
Proporcionar horas de recreação educativa;
Desenvolver a imaginação;
Ampliar o vocabulário;
Enriquecer experiências;
Oferecer oportunidades para a boa formação de caráter;
Proporcionar liberdade de auto-expressão;
Desenvolver o espírito criador;
Criar hábitos sociais;
Dar oportunidade à criança-problema, de evoluir vencendo recalques e angústias;
Possibilitar habilidade com as mãos;
Dar margem ao desenvolvimento da linguagem (sendo o diálogo a principal contribuição);
Desenvolver o senso de responsabilidade.
Projeto de Literatura - Profª Ester - Sarau.
Terá uma edição especial. Aguardemmmmmm

Projeto de Biologia - Profª Shirleu Ibraima As síndromes genéticas -

Todos esses projetos foram demonstrado durante a culminancia. No dia da Feira Cultural.

Feira de Ciências - 2011


Parabéns para todos os participantes, da feira cultural que houve na escola, neste último sábado dia 19/11/2011.
Parabéns alunos e professores que mostraram seus trabalhos realizados com alunos no decorrer do ano letivo.
Foi maravilhoso o empenho dos alunos em mostrar, suas experiencias, suas pesquisas e suas habilidades, na elaboração de suas maquetes.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Conecta Informa










REGIÃO DO IMBIRUSSÚ: UMA NOVA PERSPECTIVA DE VIDA

Na região noroeste de Campo Grande, onde se localiza uma densa parte urbanística da cidade, está localizada a Região do Imbirussú, composta pelos córregos Zé Pereira, Serradinho e Imbirussú. A região abrange os bairros Panamá, Popular, Nova Campo Grande, Núcleo Industrial e também partes de outros bairros, como José Abrão, Nasser, Santo Amaro, Santo Antônio, Sobrinho, Núcleo Industrial, entre outros.

A nascente do Córrego Imbirussú possui muitas variedades de plantas e animais onde se localiza um viveiro de plantas, futuro horto florestal. Por ser uma região rica em vegetações e espécies animais vem sendo prejudicado por evasões e a extensão de suas espécies. Desde 2006 vem sendo cogitado projetos para melhorias da qualidade de vida da população que a muitos anos vem sofrendo principalmente com as enchentes. Em 2010 foi aprovado um projeto cujo nome é Imbirussú através do PAC.

Visando a recuperação sócio-ambiental dessa micro bacia, serão criadas novas alternativas viárias que, com a intervenção organizará o fundo do vale.

Com essas obras, várias áreas foram revitalizadas. São melhorias que vem desde a Av. Duque de Caxias e se estendem ao longo dos bairros e vias seguintes. Isso com certeza é muito gratificante, principalmente para nós moradores dessa região, pois além de ficar mais bonita irá valorizar nossos imóveis e contribuirá para o crescimento positivo da nossa cidade.

Imagem: correio.blogspot

Disciplina: Geografia – Profª. Ilma

Alunas : Iracema e Leônia

CONECTA CULTURA


Disciplina: Artes – Profª. Héricka Scandolero

Alunos: Natalino e Denivaldo

MÚSICA EM MATOGROSSO DO SUL

Na década de 50, os primeiros compositores de música no Mato Grosso do Sul começaram a surgir. A maioria vinha da fronteira Paraguaia para Campo grande, a cidade que mais crescia no estado desde a chegada dos trilhos da Noroeste do Brasil, em 1914. Até então, o principal contato da região era feito por meio do porto de Corumbá, cidade fronteiriça com a Bolívia, cortada pelo Rio Paraguai e que até a primeira década do século XX era a mais desenvolvida e próspera do Estado.

O comércio do porto de Corumbá, que chegou a ser um dos mais movimentados e importantes do país, foi afetado também pela primeira guerra mundial (1914/1918) e se transferiu para Campo Grande. A cidade passa dos 328 mil moradores em 1990 para os 122 mil habitantes em 1970 e, em 1977 é denominada Capital do Estado.

Com isso, o caminho natural para quem queria ser artista era deixar a sua cidade, geralmente na fronteira e se estabelecer em Campo grande, ou seguir para São paulo, onde haviam programas de rádios mais famosos, e as gravadoras.

A dupla Delio e Delinha construiu uma das carreiras de maior sucesso da música Sul Matogrossense. José Pompeu e Delanira, nomes originais dos artistas, são primos e ambos nasceram em Maracaju, mas só foram se reencontrar em Campo grande, no final dos anos 50. Após se casarem, foram morar na capital paulista, onde conheceram o famoso locutor da radio Bandeirantes, Capitão Barduino, que batizou a dupla de Délio e Delinha e criou o slogan “O Casal de Onça de Mato Grosso”.

Mesmo hoje, a música de Mato Grosso do Sul traz em suas letras um pouco da nossa história e cultura regional, exalta a beleza do pantanal e do cerrado, além de ter forte apelo sertanejo e influência Paraguaia em suas melodias.

Imagem: diariodamusica.blogspot.com

Projeto Conecta



PORTUGUÊS OU “PORTUINGLÊS”?

O estrangeirismo invadiu a Língua Portuguesa e isso é cada vez mais comum nos dias de hoje.

Nós brasileiros estamos trocando a nossa língua nativa por outra e nem nos damos conta disso.

Virou moda falar em inglês, será que fica mais “chick”?

O inglês já faz parte das nossas vidas, como em salões de beleza, restaurantes, lugares de compras, propagandas, grifes nacionais e até mesmo a mídia.

Não é mais surpresa para nós, por mais simples que seja o lugar, nos deparamos com palavras ou expressões como: beauty, hair, sallon, coffee break, shopping, outdoor, self service, play, off, delivery, free, pet shop, etc.

É uma verdadeira avalanche de palavras americanizadas que se introduziu em nosso cotidiano. Será que isso é a globalização, a tecnologia, o modernismo ou é simplesmente o modismo? Isso é bom ou ruim?

O que não podemos negar é que toda essa influência tem nos afastado de nossas origens. Acredito que substituir o nosso idioma, que é tão rico em palavras, por vocábulos estrangeiros, os quais muitas vezes não sabemos a tradução correta, é uma tremenda falta de patriotismo. Pior que isso é só o fato de que ainda por cima muitas pessoas falam ou escrevem as palavras em inglês de forma errada, ou seja, não valorizam nenhuma da duas linguagens.

Imagem: http://guiadicas.net

Disciplina: Inglês – Profª. Ione

Alunas: Iracema

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

CONECTA - ENTREVISTA











Mudança do local da Feira, no Jd. Petrópolis, é bem aceita pela comunidade.

Feirante: Edenir Maldonado Francelino

Alunas: Há quanto tempo você trabalha como feirante?

Feirante: "Há 12 anos".


Alunas: E na feira do Petrólis, há quanto tempo você está instalado?

Feirante: "Também há 12 anos".

Alunas:O que você achou da mudança de local da feira?

Feirante: “Achei ótimo. Aparentou melhoras.”

Alunas: Por qual motivo houve a mudança?

Feirante:“Porque falaram que ia fazer uma ciclovia, também pela falta de espaço.”

Alunas:Quais são as vantagens e desvantagens desta mudança?

Feirante:“Desvantagens, nenhuma. Vantagens diversas, pois lá não havia lugar para colocar o carro, já aqui tem mais espaço.”

Alunas:Houve mudança na clientela da feira?

Feirante:“Houve, para melhor.”

Alunas: O que você acha da feira estar localizada em frente a uma escola? Você acha correto?

Feirante: “Para nós não houve problemas, apenas melhoras na clientela.”

Alunas: Em relação à segurança, você acha que houve melhoria?

Feirante: “Melhorou muito, com certeza. Antigamente tinha muita bagunça e vandalismo que afugentava os clientes.”

Alunas: O que você gostaria que melhorasse na estrutura das feiras?

Feirante:“Gostaria que todas as feiras tivessem um banheiro químico, também segurança e policiamento.”


Disciplina: Língua Portuguesa – Profª. Luzia

Alunas: Bruna e Franciele

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Conecta Informa











Disciplina: História – Profª. Juliana

Alunos: Natalino e Denivaldo

REVITALIZAÇÃO DA AV. JÚLIO DE CASTILHOS PROMOVE CRESCIMENTO E MELHORIAS NA REGIÃO

Dividida em duas frentes de trabalho, a revitalização da Av. Júlio de Castilhos terá obras de drenagem e revitalização da via. O trecho que receberá a drenagem vai da Av. Presidente Vargas à Av. Duque de Caxias.

Com essa revitalização, haverá uma valorização dos imóveis entre 35 e 38%, conforme pesquisa realizada pela Câmara de Valores Imobiliários de Mato Grosso do Sul.

Essas obras começaram no dia 22 de agosto, com um investimento de mais de R$ 18 milhões, sendo que desse total, 95% do valor vem do programa Pró-Transporte e 5% do Banco Interamericano. Essa obra será dividida em etapas, com duração prevista de 11 meses.

Com a apresentação do projeto aos moradores e comerciantes, Trad ressaltou que a obra tem componentes muito importantes para a estruturação urbana em função da mudança da paisagem, além de trazer melhores condições de tráfego entre outros benefícios, recuperando 6,8 km de vias.

A Av. Júlio de Castilhos é uma das principais vias de acesso à diversos bairros da Região Oeste de Campo Grande. Sua revitalização inclui soluções de acessibilidade com piso tátil e organização visual, coisa que nunca existiu antes.

Fonte: campograndenews.com.br

CONECTA

Disciplina: Ciências - Profª. Joelma Garcia
Alunos: Roseli e Leônia


ARTESANATO COM MATERIAL REAPROVEITADO
CONTRIBUI PARA PARA A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE


As festas de fim de ano estão chegando e com elas há um aumento na produção do lixo. Uma alternativa para evitar que se desperdicem materiais é o reaproveitamento e a confecção de arranjos a partir de garrafas PET, Latas, etc.
Reciclar é preservar a natureza e também uma forma de aproveitar os materiais recicláveis, transformando-os em novos objetos, além de gerar trabalho e renda para diversas famílias.
Muitas pessoas não conhecem a diferença entre Reciclar e Reutilizar. Reciclar transformar um objeto em matéria prima novamente, podendo ser utilizado de várias outras formas, enquanto Reutilizar é dar uma nova função a um objeto.
Então, quando falamos da produção de artesanato a partir de materiais que seriam descartados, estamos nos referindo à Reutilização.
De qualquer forma, Reciclar ou Reutilizar são palavras que nós precisamos utilizar mais, para preservamos a natureza ao máximo e garantirmos um mundo mais saudável, principalmente se estas idéias estiverem aliadas à iniciativas empreendedoras e capazes de gerar lucro.

Mat- Entrega de Medalhas





Parabéns para os alunos destaque, do mês de 3ºBimestre.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Conecta











O DESTINO DO LIXO HOSPITALAR EM CAMPO GRANDE, MS

Os resíduos sólidos hospitalares, ou como é mais comumente denominado “Lixo Hospitalar”, sempre constitui um problema bastante sério para os administradores hospitalares, devido principalmente à falta de informação por parte da população, gerando mitos e fantasias, como por exemplo acreditar que membros amputados possam ser tratados como lixo hospitalar, o que não é verdade.

O lixo hospitalar resultante da manipulação em hospitais e clínicas é formado em sua maioria por seringas, agulhas, luvas, fraldas, sondas, cateteres e materiais descartáveis diversos. Representa um grande perigo à saúde, uma vez que pode estar contaminado com microorganismos causadores de doenças.

Em Campo Grande, uma moradora registrou uma cena onde o funcionário de um laboratório coloca sacos de lixo hospitalar, sem nenhum cuidado, numa lixeira comum em uma calçada. O fato é apenas um entre outros vários que já aconteceram em nossa cidade e, inclusive, já foram divulgados pela mídia local e nacional, uma vergonha para nossa cidade.

Alunos: Edinei e Jociane

Disciplina: Ciências - Profª. Joelma

STE em Ação - Noturno




































Olha a galera da 2ª Fase "G" concentradíssima na aula da professora Ozana, de Espanhol...

Pesquisa sobre o Dia de Los Muertos...

BOM FDS A TODOS!!!

Projeto Conecta Escola

PERSONALIDADE DA SEMANA

D. DIOMAR XAVIER, A MERENDEIRA DO NOTURNO


Como você se tornou merendeira

“Começei há como ajudante de merendeira em Aquidauana, onde fiquei durante dez anos. “Só me tornei merendeira em Campo Grande, quando fui reenquadrada da faxina para a merenda.”


Você fez quais tipos de cursos para ocupar este cargo?

“Culinária e Manipulação de Alimentos.”


Qual sua especialidade na cozinha?

“Arroz Carreteiro, Rizoto e Feijão.”


Você está satisfeita com sua profissão?

“Sim, gosto muito de cozinhar.”


O que você gostaria de melhorar na cozinha da Escola Clarinda, se fosse possível?

“Gostaria de ter mais ventilação e uma pia melhor.”


Como é trabalhar com a EJA?


“Gosto muito de trabalhar com a EJA, pois eles são mais educados e valorizam mais o nosso trabalho”.


Alunos: Jociane e Edinei - 4ª Fase "B"
Disciplina de L. Portuguesa - Profª. Luzia

Seguidores